Circunferência Abdominal

Circunferência abdominal

A medida da Circunferência abdominal de uma pessoa pode ajudar a identificar vários problemas. O reconhecimento “pneuzinho” não deve incomodar apenas por questões de beleza, mas muito mais por precauções de doenças.

A gordura em volta da cintura pode se acumular nos órgãos provocando inflamações no fígado, por exemplo. Mas, são se engane: essa não deve ser uma preocupação apenas dos mais cheinhos. Não raro, há pessoas magras que ostentam barriguinha saliente. Diante disso, não adianta pensar apenas na balança, pois o peso pode ser ideal, mas a barriga pode ter gordurinhas demais.

Em estudo publicado pelo European Prospective Investigation into Cancer e Nutricion (EPIC), foram feitas medicações de altura, peso, circunferência abdominal e relação cintura/quadril nos participantes, que também responderam questionários para informar as características sociodemográficas e do estilo de vida, história médica, consumo de álcool e fumo, e prática de atividade física.

Ao todo, foram avaliados os resultados de 359.387 mulheres e homens de 25 a 70 anos (média = 51,5 anos), em dez países da Europa, durante um período médio de dez anos.

Em uma década de estudo, ocorreram 14.723 mortes: 5.429 causadas por neoplastias malignas, 3.443 por doenças cardiovasculares, 637 por enfermidades respiratórias e 2.209 por causas diversas. A relação entre o IMC e o risco de morte foi não linear, já que o risco foi mais elevado tanto no grupo com IMC  mais lato quanto no mais baixo.

Desvantagem do aumento da Circunferência Abdominal

O risco de morte e aumento da circunferência abdominal, mesmo nos participantes com IMC normal, ficaram evidentes. Especialmente, as mortes por doenças respiratórias estiveram associadas com mais frequência aos valores mais altos de circunferência abdominal ou aos da relação cintura e quadril. Cada centímetro a mais na cintura aumenta até em 2% os riscos de problemas no coração. Ou seja, uma mulher com  90cm de circunferência abdominal de cintura tem 20% mais probabilidade de desenvolver um problema no coração, já que a medida ideal para o abdômen  feminino é de até 80 cm.

Se você quiser que sua cintura lhe diga como anda sua saúde, peque agora mesmo sua fita métrica, coloque-a na altura do umbigo e dê uma volta pelo corpo. A medida máxima deve ser de até 94 para homens e até 80 para mulheres. Veja a seguir, nossa sugestão para manter seus indicadores em dia.

ATITUDES QUE ESTIMULAM O QUADRO ATUAL DE DOENÇAS DEGENERATIVAS COM OAS CARDIOPATIAS, CÂNCER, DIABETES DO TIPO 2 E OBESIDADE.

  • Supervalorização de alimentos refinados
  • Excessiva ingestão de proteínas e gorduras animais
  • Uso exagerado de sal, açúcar e condimentos
  • Refeições apressadas
  • Intervalos irregulares entre as refeições
  • Ingestão de laiemntos muito quentes ou muito frios
  • Excesso de líquidos junto com as refeições
  • Ausência de tempo suficiente para repouso
  • Ingestão de produtos industrializados
  • Tabagismo
  • Ingestão de bebidas alcoólicas
  • Vida sedentária
  • Dificuldade de lidar com situações estressantes
  • Aumento da poluição atmosférica
  • Alteração da composição de água
  • Alteração da camada de ozônio na atmosfera
  • Instabilidade quanto ao futuro.

Voltar para o topo

 

Recomendados para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *