Diet e Light – Qual a Diferença?

DIET E LIGHT QUAL A DIFERENÇA

Qual a Diferença entre Diet e Light  , vamos conferir ?

Os alimentos diet são aqueles em que determinados nutrientes, como proteína, carboidrato, gordura, sódio, entre outros, estão ausentes ou em quantidades muito reduzidas, não resultado necessariamente em um produto com baixas calorias. Podemos citar os produtos sem açúcar, recomendados para diabéticos; sem sódio, para hipertensos; sem colesterol, para pessoas com colesterol sanguíneo alto, e assim por diante Diferença entre Diet e Light 

Já os alimentos light são aqueles produzidos de forma que sua composição seja reduzida em pelo menos 25% do valor calórico e/ou de lgum nutriente, como açúcares, gorduras, colesterol ou sódio, quando comparados com o produto convencional.

Fique atento!

Nem sempre os produtos diet são menos calóricos se comparados aos convencionais, pois podem conter grandes quantidades de gordura.

Entendendo a rotulagem nutricional e a Diferença entre Diet e Light

Ingredientes: informação sobre os ingredientes que compõem o produto Dieta Diet e Light . Atenção: o primeiro ingrediente apresenta se em maior quantidade e o ultimo em menor . Ingredientes únicos , como açúcar, café, leite, farinha, mandioca, vinagre etc. Não precisam constar nesta lista.

Informação nutricional obrigatória: é a tabela nutricional. A leitura dela permite escolhas saudáveis para você e sua família. Valores referentes a porção do alimento. Valores em % referentes a  uma dieta de 2.000 Kcal.

Prazo de validade: inferior a 3 meses : informa se apenas o dia o mês. Superior a 3 meses : informa se o mês e o ano.

Lote: numero de controle de produção do produto.

Peso líquido: é a quantidade total do produto contido na embalagem (expressa em quilo ou litro.)

Origem: indica o fabricante do produto e o local onde foi produzido. Diferença entre Diet e Light

 

Montar o prato

Escolhas saudáveis em qualquer situação

Evite… Prefira…
Pele de aves e gordura aparente das carnes. Retirar a pele das aves e a gordura aparente das carnes ANTES de seu preparo culinário. As carnes preparadas com gordura, mesmo se esta é retirada no momento do consumo, tem boa quantidade de gorduras.
Carnes gordas, carne bovina e suína consumidas com frequência. Peixes pelo menos 3 vezes por semana e nas demais refeições carnes magras. A carne bovina não deve ser excluída da alimentação; apenas não deve ser consumida com maior frequência do que as brancas. Rosbife e carpaccio também são mais magros.
Leite integral, iogurte integral, queijos amarelos e creme de leite integral. Leite desnatado para beber e para preparações culinárias. Preferir queijo branco, ricota, cottage, búfala e requeijão light para o seu dia a dia. Em ocasiões sociais, apenas não exagere nos queijos amarelos. Preferir creme de leite Diferença entre Diet e Light  , mas não exagere no consumo pois ainda contém gorduras. O iogurte natural desnatado de “consistência firme” pode substituí-lo muito bem em preparações culinárias, como, por exemplo, no estrogonofe.
Embutidos suínos (salsicha, linguiça, salame, presunto, mortadela, copa, paio etc.) Embutidos light de aves, como peru e chester, por exemplo. Cuidado, pois, apesar de serem de aves, alguns desses alimentos podem contêm bastante gorduras e calorias, como a linguiça de frango, hambúrguer e salsicha.
Manteiga, bacon, banha, toucinho, pururuca, gorduras das carnes. Margarinas vegetais, óleo de milho, girassol, canola, azeite de oliva. Observação: controlar as quantidades consumidas e usadas para preparo culinário, pois apesar de saudáveis, as gorduras, independentemente da origem, são ricas em calorias.
Molhos para massas como  creme de leite, queijos gordos, manteiga (4 queijos, triplo burro  etc.) Molho de tomate caseiro eventualmente acrescido de queijos magros.
Sorvete a base de leite integral. Sorvetes de frutas ou a base de leite desnatado e “0%” de gordura/dietético.
Chocolate, achocolatados, doces com cremes e/ou chantili, bolachas recheadas. Reduzir a porção e a frequência de chocolate. Preferir doces sem cremes, bolachas e biscoitos light. Observação: não é porque o alimento é diet que pode ser consumido em excesso. Em outra questão é que muitos deles tem mais calorias que o similar tradicional ou maior quantidade de gorduras, como é o caso de alguns casos de chocolates, por exemplo.
Pizzas com embutidos suínos, bacon (calabresa, portuguesa etc.) ou queijos gordos. Pizza com embutidos de aves, queijos magros e com hortaliças. Controle o número de fatias consumidas e reduza a frequência de consumo.
Consumo de várias fontes de amido em uma mesma refeição (cereais, pães, farinhas, tubérculos e raízes.) Os carboidratos (açucares e amidos) contêm menos calorias que as gorduras. São consumo  excessivos podem ajudar no ganho de peso indesejado. Escolher, preferencialmente, apenas uma fonte de amido por refeição. Arroz ou batata ou cará ou inhame ou mandioca ou mandioquinha ou massa ou pão.
Nozes, castanhas, amêndoas etc. Controlar a quantidade consumida. São alimentos muito saudáveis (fontes de gorduras), porém riscos em calorias.
Consumo frequente de açúcar e mel e em grandes quantidades. Reduzir a quantidade desses alimentos e escolher algum adoçante artificial. Lembre-se de alternar os tipos de adoçantes!
Baixo consumo de frutas. O consumo inadequado de frutas acaba induzindo, na pratica clínica, ao consumo excessivo  de doces. Como contêm açúcar, as frutas ajudam a controlar a vontade de comer doce.
Refrigerante com açúcar. Refrigerantes dietéticos, sucos de frutas naturais sem açúcar, água de coco.
Pães, massa e arroz comuns. Estes alimento na sua forma integral, pois oferece maior sensação de saciedade. Observação: os alimentos integrais contém mas fibras, mas não devem ser consumido em excesso.
Doces em geral, balas, chicletes, bolos, tortas, bolachas doces. Reduzir a frequência de consumo de doces comuns. Escolha pudins, flans, gelatinas dietéticas, iogurtes dietéticos, compotas preparadas com adoçantes, frutas secas, geleia de frutas. Balas e chicletes sem açúcar.
No supermercado. Não ir as compras com fome para não comprar guloseimas em excesso. Preparar um lista do que será comprado. Evitar ir  ao supermercado com muita frequência.
Em casa. Não beliscar enquanto cozinha. Sente- se para realizar a refeição adequadamente. Não deixa de comer nos intervalos de refeição para não chegar à próxima refeição com fome.
Bebidas alcoólicas Evitar o consumo frequente.

Voltar para o topo

[back-redirect link=”http://mon.net.br/19n66?src=back-redirect-artigos-para-pg-vendas”]

[blank-reload reload=”http://mon.net.br/19n67?src=pg-avaliacao-blanck-reload-artigos”]

 

 

 

Recomendados para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *