Dieta Japonesa – Saiba os Benefícios e Malefícios

Dieta japonesa

A dieta japonesa promete fazer você emagrecer por volta de 6 quilos em apenas uma semana. Essa  dieta possui a capacidade de secar a barriga graças à restrição de vários alimentos. Confira aqui  tudo o que você precisa saber sobre o método.

Todo mundo já leu ou ouviu falar sobre dietas malucas, capazes de te fazer perder vários quilos em  pouco tempo, pois é, essa não é diferente.

A dieta japonesa restringe o consumo de carboidratos e prioriza a ingestão de proteínas. Dessa  forma, ela se assemelha a outras dietas “famosas”, como a da dieta USP e a da Proteína.

Para que a pessoa chegue à marca de 6 quilos em uma semana, o cardápio deve ser seguido  criteriosamente, sem exceções, caso contrário ela não surtirá efeitos.

Antes de dar inicio a essa dieta, tenha consciência de que o maior inconveniente para seguir a  rotina será lidar com a fome, uma vez que comerá restritivamente por 7 dias.

É bom manter em mente que essa dieta pode acarretar em efeitos colaterais indesejados. Isso ocorre devido a privação de vários nutrientes importantes. Com as refeições limitadas, o corpo acaba sofrendo com a falta de certos alimentos.

 

Cuidados com a Dieta Japonesa

Ao analisar o cardápio recomendado por esse método, você logo perceberá que, apesar do nome, ele não tem relação algum com a culinária nipônica. Isso nos leva a pensar que esse nome pode ter sido criado para agregar falso valor à dieta.

Muitas das dietas restritivas trazem malefícios à saúde, como enfraquecimento do sistema imunológico, perda de líquidos e massa muscular, além de possível efeito rebote após o término da mesma.

Portanto, vale a pena pensar duas vezes antes de se submeter a qualquer forma “milagrosa” para perder peso.

 

Como é o cardápio de dieta japonesa?

Antes de montar o cardápio, estipule uma meta, de forma que você saiba quantos quilos deseja perder. Dessa forma, fica mais fácil imaginar como deve seguir a dieta.

Estão liberados os seguintes alimentos:mulher magra

 

  • Bolacha água e sal
  • Peixes
  • Carne vermelha
  • Frango
  • Chás
  • Café
  • Laticínios
  • Frutas
  • Legumes
  • Ovos

 

Você deve distribuir os alimentos entre as três principais (e únicas) refeições. Por exemplo, bolacha água e sal e chá no café da manhã, frango e salada no almoço, e salada e frutas no jantar.

Alimentos calóricos, como doces e frituras, são expressamente proibidos. Além disso, não é permitido o consumo de bebidas alcoólicas.

Efeito rebote da Dieta Japonesa

Ao seguir essa dieta você corre sério risco de sofrer com o efeito sanfona. Ela pode até te fazer secar os 6 quilos que promete, mas você não perde apenas gordura.

Como dito acima, líquidos e massa muscular também são perdidos, de forma que, ao voltar a se alimentar normalmente, seu corpo precisará repor tais perdas (inclusive a de gordura)

Ou seja, seu organismo, que passou sete dias carente de determinados nutrientes, desejará repor e acumular o máximo possível de certas substâncias, entre elas a gordura.

Em poucas palavras, mesmo que você evite alimentos gordurosos e se alimente de forma mais saudável, é bem provável que engordará novamente.

Dessa forma, vale a pena se questionar o que vale mais: passar fome para depois ter que lidar com um possível efeito rebote, ou ter paciência e seguir uma reeducação alimentar adequada?

Antes de começar a dieta japonesa faça um exame de consciência, afinal, você é aquilo que come, e uma semana de sacrifícios não vai apagar meses ou anos de negligência com sua alimentação. Cuide-se de forma correta e os resultados aparecerão no tempo certo.

Veja também a Dieta USP

Leia também:

QuitoPlan Funciona? Efeitos, Formulação, Onde Comprar → [ Veja! ]

Quitoplan Emagrece de Verdade? Depoimento: O Quitoplan mudou a minha vida !

Micose de unha: o que causa e como resolver de uma vez!

Artrite: o que é e como tratar?

O que é refluxo e como combatê-lo?

Voltar para o topo

 

Recomendados para você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *